Principais ferramentas de gestão para MEI em 2021

Não é porque seu CNPJ seja de um MEI (Microempreendedor Individual) que ele não exija planejamento e não dê muito trabalho. Além das obrigações burocráticas, há muito para ser gerenciado, não é mesmo?

Se você está achando desafiador esse mundo do empreendedorismo, siga com a gente neste texto  – vamos oferecer dicas bacanas para ajudar no gerenciamento do seu negócio.

Leia também: Como abrir um MEI

Definição de MEI

MEI, como já dissemos, é a sigla para Microempreendedor Individual. É um modelo de empresa que foi criado para colaborar com a formalização de atividades de quem trabalha de maneira autônoma.

Para ser MEI, é preciso prestar atenção a alguns critérios como o faturamento anual, limitado a R$ 81 mil, ter no máximo um empregado e exercer atividades permitidas para esse tipo de empresa.

O MEI não é permitido para quem exerce atividade intelectual, como médicos, dentistas, engenheiros, psicólogos, advogados, dentistas, entre outros. Além disso, o microempreendedor individual não pode ter sócios no negócio e nem ter outra empresa aberta em seu nome.

Mesmo sendo uma alternativa para quem está começando e para pequenos negócios, o planejamento e a organização são fundamentais para o bom andamento da empresa e, claro, para um futuro crescimento. Para isso, há boas ferramentas que poderão lhe ajudar na gestão do seu MEI.

Leia também: Como consultar MEI pelo CPF

Ferramentas para gestão de MEI

Como em qualquer negócio, o gerenciamento da sua rede de relacionamentos vale ouro. Uma boa alternativa é a versão do aplicativo Whatsapp para negócios – o Whatsapp Business.

Com ele, você terá facilitada a comunicação com seus clientes, fornecedores e parceiros. Você pode programar respostas automáticas para atender prontamente e, dentre outras funções, usá-lo como um cartão de visitas, com informações sobre os serviços e os produtos que seu MEI oferece.

Outro aplicativo interessante, e que tem versão gratuita, é o Loja Integrada. Nele, você pode cadastrar até 50 produtos e ter até 5 mil visitas ao mês. Assim, você pode divulgar seus produtos nas redes sociais e fazer suas vendas online. A criação da loja é bastante fácil e oferece soluções seguras para pagamento.

Para aumentar a sua rede de contatos, uma boa opção é o aplicativo Hi App. Ele é uma forma sustentável e totalmente virtual de você compartilhar seus cartões de visita.

Nele, as informações sobre a sua empresa podem ser atualizadas sempre que necessário e você pode distribuir seu cartão para clientes mesmo fora da plataforma. Além disso, auxilia na organização de seus contatos, pois possibilita a criação de pastas e subpastas.

Leia também: Como conseguir empréstimo para MEI

Aliados para a gestão do MEI

Todo o empresário sabe que o planejamento é a alma do negócio. Para auxiliá-lo na execução do que foi planejado, o Trello pode ser uma ótima solução. Muito utilizado para gerenciamento de projetos, é uma ferramenta bastante fácil de usar.

Ele conta com painéis que podem ser nomeados por categoria para cada área do seu empreendimento, além de ser possível adicionar cartões para cada atividade que você vai cumprir.

Ajuda muito na visualização das tarefas diárias e é uma ótima ferramenta para acompanhar o trabalho em equipe, caso você tenha parceiros ou um funcionário.

Outra ferramenta muito útil para o gerenciamento é o Evernote. Ele é bem simples e um grande aliado para as tarefas diárias. De bloco de notas até o acompanhamento de projetos, o aplicativo possibilita que todas as ideias fiquem registradas de forma bem organizada.

Um dos diferenciais desse aplicativo é a possibilidade de armazenar áudio e fotos. É uma boa maneira de eliminar papéis e apostar em uma forma mais ecológica de gerenciar seu negócio. Essa solução também está disponível para smartphones, o que possibilita utilizá-la em qualquer lugar.

Leia também: Auxílio maternidade MEI – Entenda como funciona

Como a contabilidade pode auxiliar o MEI

Além do bom gerenciamento das suas atividades diárias e da sua rede de relacionamento, não podemos esquecer de uma parte fundamental do seu negócio – suas finanças.

O MEI não é obrigado a contratar um contador para cuidar de suas obrigações, que são simples, como a apresentação do Relatório Mensal das Receitas Brutas e da Declaração Anual.

Entretanto, como normalmente é a primeira experiência empresarial é muito comum que o empreendedor não conheça os processos financeiros e contábeis, fundamentais para o crescimento do negócio.

A contabilidade pode exercer um papel consultivo e ajudar o empreendedor a gerenciar melhor seus tributos, como imposto de renda Pessoa Física e começar a projetar as possibilidades para o futuro, como a migração para o Simples Nacional, caso o faturamento exceda o limite estabelecido pela legislação. 

Além disso, a contabilidade auxilia o empreendedor a entender a importância da separação da conta bancária pessoa física da pessoa jurídica e a ter controle financeiro, além de contribuir para o pagamento em dia da DAS e da emissão dos relatórios.

Com a ajuda de uma contabilidade profissional, o microempreendedor terá apoio, também, para a emissão de notas fiscais e a ajuda no planejamento financeiro para a tomada de decisão na hora de contratar um funcionário, por exemplo.

Outra contribuição da contabilidade é a orientação sobre a obtenção de crédito junto a instituições financeiras. O contador saberá auxiliar na escolha das melhores taxas e  bancos, além de se responsabilizar pelos documentos exigidos, poupando muito tempo e trabalho do empreendedor.

Na hora de dar um passo importante, como a contratação de crédito, ter uma contabilidade profissional ao seu lado pode fazer toda a diferença.

Além de buscar a melhor instituição, lhe ajudará na elaboração de um plano de investimento. Com ele, você terá mais segurança para avaliar se há realmente motivos para fazer o empréstimo, quais os potenciais retornos e ter mais clareza dos eventuais riscos envolvidos. 

Como vimos neste texto, mesmo você sendo um microempreendedor individual, você tem tudo para crescer.

O importante é utilizar todas as ferramentas disponíveis para ajudar no gerenciamento e contar com ajuda profissional para as questões técnicas e vitais do negócio – como a contabilidade.

Com a ajuda desses recursos e do seu contador, você vai conseguir se dedicar ao que mais gosta de fazer e ver o seu negócio avançar.

Principais ferramentas de gestão para MEI em 2021

Confira mais conteúdos informativos no Blog da Hope Contábil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima