Pular para o conteúdo

Como usar o FGTS para amortizar financiamento

  • por

Saiba como usar o seu FGTS para amortizar financiamento e as principais vantagens desse método!

Anúncios

O termo amortização é comum no momento de negociação de dívidas e financiamentos. Amortizar um financiamento é uma forma de adiantar as parcelas e reduzir o valor inicial da dívida. Desse modo, é possível reduzir os juros e o tempo total de pagamento.

Existem algumas maneiras de amortizar as parcelas de uma dívida e para algumas instituições financeiras o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) pode ser utilizado nesse processo de antecipação das parcelas.

Neste artigo trouxemos as principais informações sobre o processo de amortização, explicamos como utilizar o FGTS para amortizar sua dívida e as principais vantagens dessa estratégia financeira. Entenda mais sobre o assunto na leitura a seguir!

Anúncios

Leia também:

Como usar FGTS para amortização no financiamento

Amortização de financiamento: O que é, como funciona e as principais vantagens

Amortizar é quando você reduz uma dívida ao longo do tempo, abatendo parcelas. Por exemplo, no caso do financiamento, você tem essa dívida a ser quitada ao longo de 24 meses de acordo com o que foi acordado com a instituição financiadora. 

Conforme ocorre o pagamento das prestações o valor total da dívida é amortizado, ou seja, é reduzido. No Brasil, a forma mais comum de amortização de financiamento é o SAC (Sistema de Amortização Constante).

O SAC, processo conhecido também como “juros sobre juros”, é uma forma de amortização em que as parcelas oscilam em seus valores. Nas parcelas a serem pagas, geralmente estão embutidos juros e outros encargos. 

Assim, ao antecipar o pagamento das parcelas, há uma alteração nos valores dos pagamentos futuros, abatendo esses valores embutidos. 

Como usar o FGTS para amortizar financiamento?

Existem algumas formas de amortizar uma dívida e no mercado, são oferecidas diversas opções pelas instituições financeiras e de crédito. E fazer o uso do FGTS para abater uma dívida é uma das opções aceitas por algumas instituições.

O FGTS tem o objetivo de proteger o trabalhador brasileiro e é composto por depósitos mensais feitos por empregadores. Esse valor depositado é de direito do trabalhador e é considerado uma reserva segura de dinheiro.

Antigamente, o trabalhador tinha acesso a esse valor apenas quando era demitido de seu contrato de trabalho. 

Hoje, existem outros meios promovidos pela Caixa Econômica Federal, órgão do Estado, em conjunto com instituições privadas, para que o trabalhador tenha acesso a esse valor em outras circunstâncias. O acesso ao FGTS para fins de amortização é um desses meios.

Outra forma de antecipar o recebimento do seu FGTS é com o saque aniversário: confira mais sobre esse tema!

Passo a passo para utilizar o FGTS e amortizar o financiamento

Ao tomar a decisão de utilizar o FGTS para quitar dívidas, é importante comunicar ao banco ou instituição financeira que tem interesse neste processo e verificar se é possível dar andamento, de acordo com o seu perfil.

Já é comum a amortização com o fundo de garantia para os casos de financiamento habitacional, por exemplo. 

Verifique o valor disponível

Em sequência da tomada de decisão, é importante consultar o valor disponível para saque do FGTS. Para consultar o valor disponível para saque do FGTS, você pode ir até a sua agência e conversar com um atendente para tirar as principais dúvidas. 

Mas também existem outras facilidades disponíveis como o acesso direto pelo site da Caixa Econômica Federal, pelo aplicativo do banco, por SMS ou e-mail.

Se optar pela consulta online, basta acessar o site oficial da Caixa Internet Banking e acessar sua conta. Caso ainda não tenha cadastro, clique em “cadastrar” e continue preenchendo seus dados. 

Para efetuar o cadastro, o site solicita informações básicas do usuário, como o CPF, data de nascimento, agência e número da conta, email e senha. Para acessar o aplicativo do FGTS, as informações necessárias são as mesmas. 

O serviço da Caixa da Internet Banking é mais completo e possui funcionalidades além da consulta do FGTS. 

Porém, o aplicativo do Fundo de Garantia é mais direto. Após o login no aplicativo, na primeira tela já é possível visualizar o saldo total em conta. Com isso, verifique o valor e comunique a instituição com a qual você fez o seu financiamento para dar prosseguimento.

Uma função interessante disponível pela Caixa Econômica é através do aplicativo liberar suas informações às instituições financeiras para eventuais consultas. Quem autoriza essa consulta é o titular da conta. 

Essa função é uma forma ágil e segura para que as instituições possam também oferecer opções de pagamentos e acordos conforme a disponibilidade.

Finalmente, o saque é feito diretamente nas agências Caixa ou pelo saque digital.

Faça um planejamento financeiro

Outro fator importante na tomada de decisão desse processo, é o planejamento financeiro. Sempre verifique se é vantajoso no momento mexer nesse dinheiro e se o valor contido no FGTS é suficiente para abater os valores dos juros e encargos das parcelas.

Cheque as suas condições

Caso seja interessante dar continuidade no processo, confira se você se enquadra nas seguintes condições para sacar o FGTS:

  • Trabalhador sob regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho);
  • Trabalhador rural;
  •  Trabalhador intermitente (contrato esporádico por período);
  •  Trabalhador temporário (substituição ou demanda por tempo específico);
  •  Trabalhador avulso (prestador de serviço).
  •   Atleta profissional;
  •  Empregado doméstico;
  • Safreiro.

Ao se enquadrar em uma das opções citadas acima, você pode escolher utilizar o saldo parcial ou total para amortizar seu financiamento.

Principais regras e condições para a amortização com o FGTS

Confira a seguir algumas regras importantes para o processo de utilização do FGTS para amortizar financiamento:

  • O pagamento atual da dívida não deve estar com atrasos;
  •  A conta para o saque do FGTS deve estar em nome do titular do financiamento;
  • É possível utilizar o FGTS para amortizar uma dívida a cada dois anos, sempre que existir valor disponível em conta. Para pagamento de parte do valor da parcela, há um período de intervalo de 12 meses. Ou seja, não há limite para a utilização do FGTS, existem opções flexíveis a fim de proporcionar segurança financeira aos brasileiros e evitar a inadimplência. 

As principais vantagens da amortização

Em geral, as principais vantagens de amortizar um financiamento é a redução do saldo devedor, a diminuição dos encargos e juros acordados e a redução do tempo de pagamento. Confira outros benefícios!

Redução da dívida

Ao amortizar um financiamento, automaticamente você reduz o valor total da dívida mais rápido do que foi estabelecido a princípio.

Diminuição dos encargos e juros

Um dos pontos essenciais em amortizar parcelas é o abatimento dos valores embutidos. 

Tendo em vista que, juros e encargos, são valores que alteram significativamente o valor original das parcelas dos financiamentos, ao antecipar os pagamentos, os valores passam a oscilar, representando a redução total do valor pago dessa dívida.

Redução do tempo de pagamento

Ao abater os valores, consequentemente o tempo de pagamento total do financiamento é reduzido.

Fundo de garantia para quitar dívidas: uma estratégia financeira

A amortização de um financiamento utilizando o FGTS tem se mostrado um importante fator no abatimento de dívidas para o trabalhador. 

Uma estratégia vantajosa e que exige planejamento, o FGTS para amortização de dívidas, pode lhe oferecer redução de juros e taxas e claro, de tempo no pagamento de dívidas. Segundo o site do Serasa, tem sido comum a utilização do FGTS para quitar dívidas

Se você se identificou com o nosso conteúdo, siga as nossas dicas e boa sorte no andamento do processo de amortização! Compartilhe com mais pessoas para esclarecermos juntos as principais dúvidas sobre o tema!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *